Loading...

Pesquisar este blog

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Textos para Reflexão


Tenha sempre presente, que a pele se enruga,
o cabelo embranquece, os dias convertem-se em anos ....
Mas o que importa, não muda: a sua força e convicção não tem idade;
enquanto você está viva, sinta-se viva.
O espírito é como qualquer teia de aranha.
Atrás de cada linha de chegada, há uma partida.
Atrás de cada conquista, vem um novo desafio.
Se sente saudades do que fazia, volta a fazê-lo.
Não viva de fotografias amarelecidas...
Continue, quando todos esperam que desista.
Não deixe que enferruje o ferro que existe em você.
Faça com que em vez de pena, lhe tenham respeito.
Quando não conseguir correr atrás dos anos, trote.
Quando não conseguir trotar, caminhe.
Quando não conseguir caminhar, use uma bengala.
Mas nunca se detenha."
" Tenha sempre presente, que a pele se enruga,
o cabelo embranquece, os dias convertem-se em anos ....
Mas o que importa, não muda: a sua força e convicção não tem idade;
enquanto você está viva, sinta-se viva.
O espírito é como qualquer teia de aranha.
Atrás de cada linha de chegada, há uma partida.
Atrás de cada conquista, vem um novo desafio.
Se sente saudades do que fazia, volta a fazê-lo.
Não viva de fotografias amarelecidas...
Continue, quando todos esperam que desista.
Não deixe que enferruje o ferro que existe em você.
Faça com que em vez de pena, lhe tenham respeito.
Quando não conseguir correr atrás dos anos, trote.
Quando não conseguir trotar, caminhe.
Quando não conseguir caminhar, use uma bengala.
Mas nunca se detenha."




Madre Tereza De Calcutá

domingo, 18 de abril de 2010

A Encefalopatia crônica não é uma doença

A Encefalopatia crônica é uma condição caracterizada por um mau controle muscular, espasticidade, paralisia e outras deficiências neurológicas decorrentes de uma lesão cerebral que ocorre durante a gestação, durante o nascimento, após o nascimento ou antes dos 5 anos de idade. A Encefalopatia crônica não é uma doença e não é progressiva. As partes do cérebro que controlam os movimentos musculares são particularmente vulneráveis à lesão em recém-nascidos prematuros e crianças pequenas. A Encefalopatia crônica afeta 1 ou 2 em cada 1.000 crianças, mas é 10 vezes mais comum em recém-nascidos prematuros, sendo particularmente comum em latentes muito pequenos. Atividade física: - alongamento muscular evita contraturas (utilizar FNP) - não tratar PC como DM e estimular a integração social - exercícios isotônicos localizados evitam atrofia muscular - relaxamento: reduz a espasticidade e inibe movimentos involuntários - treino de marcha (subida, descida, para frente, para trás) - enfocar grandes grupos musculares - progredir de movimentos grosseiros para os mais refinados - trabalhar coordenação motora-visual (utilizar alvos) - estimular a boa postura corporal

domingo, 11 de abril de 2010

Sonhos ♥♥♥


Sonhos
Desde pequena,
persegui um sonho,
talvez, melhor seria
dizer, que ele me perseguia.
Sonhei o amor
sem condições,
sem regras,
sem preconceitos.
Sonhei a entrega
sem reservas,
sem cobranças
sem restrições.
Sonhei a felicidade
sem limites,
sem adjetivos,
nem advérbios.
Hoje, finalmente,
percebi que para
sonhar é preciso ter
os olhos fechados
e , assim, nada ver.
A vida é real
limitada,
condicional,
adjetivada,
e é assim que se
pode vivê-la.
Como disse Lennon em 70
em sua lucidez insana:
"O sonho acabou"
Mas só agora eu acordei.
Bom dia Terra!!!!

Heloisa

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Hidroterapia, o uso terapêutico da água




EU E A MINNHA TERAPEUTA GISELE






Os portadores de deficiências causadas por Paralisia Cerebral têm muitas barreiras em seu dia-a-dia. Mesmo sem a possibilidade de reabilitação total, o correto tratamento é de grande importância para que o quadro não se agrave. Para evitar o agravamento das lesões são utilizadas algumas técnicas de fisioterapia como a hidroterapia. Nesta técnica, são utilizados aparelhos de apoio como bóias, flutuadores e barras, que ajudam na realização dos exercícios.

Além de encorajamento de atividades funcionais e melhoria do equilíbrio e da postura. Estes resultados obtidos com exercícios aquáticos devem-se principalmente ao empuxo da água, pois este alivia o estresse sobre as articulações que sustem o peso e assim permitem a realização de movimentos mesmo antes de serem possíveis no solo.

O empuxo da água alivia o estresse sobre as articulações e permite que se realize movimentos em forças gravitacionais reduzidas. A imersão na água e a temperatura também trazem benefícios já que permitem que o corpo trabalhe em temperatura constante, sem as alterações normais que ocorrem no ambiente externo. Entre os benefícios do exercício na água temos o alívio de dor e espasmos, o aumento na amplitude de movimento das articulações, fortalecimento dos músculos e melhoria da circulação.


Durante a realização dos exercícios, é importante que a pessoa sinta-se segura e confiante. Os apoios devem ser precisos, pois além da sustentação, fornecem estimulação tátil e a melhora da consciência corporal.

Na água, os pontos de resistência normais (contato com o solo) são substituídos pelo centro de equilíbrio corporal, que está localizado logo abaixo da cintura. É nesta região que o apoio deve ser realizado. É importante que a quantidade de apoio seja a mínima para o paciente ainda trabalhe seu controle.

O uso do spaghetti facilita a flutuação, porém, utilizado sem outros equipamentos é muito instável para a manutenção da criança, bem como os demais similares analisados. Pretende-se, então, o uso da propriedade de flutuação do spaghetti com acessórios adicionais para o equipamento.

Além disso, conclui-se que seria indicado o desenvolvimento de um equipamento que permitisse uma flutuação e sustentação mais segura da pessoa para que o acompanhante/fisioterapeuta possa movimentar seus membros superiores e inferiores na realização dos exercícios.

Atividades Aquáticas para Grupos Especiais

É inegável não percebermos a devida importância das atividades aquáticas mesmo para determinados grupos especiais, tais como gestantes, bebês, portadores de necessidades especiais, terceira idade, asmáticos e pessoas que necessitam de reabilitação postural, os quais tendem a sofrer positivamente com os inúmeros benefícios que a prática física em meio líquido pode proporcionar.


No caso dos portadores de necessidades especiais, basta atentar-se para o enorme sucesso da natação paraolímpica que fica mais fácil a compreensão de como as atividades aquáticas podem ser extremamente relevantes para o enredo físico e psicológico de tais indivíduos "especiais". A utilização terapêutica da água consiste na arte de combinar as muitas variáveis p/ produzir um resultado significativo, possibilitando aos indivíduos o prazer da vivência aquática. E os profissionais de Educação Física e Fisioterapia conscientes de seus papéis enquanto educadores, devem sempre acentuar e enaltecer as capacidades e virtudes e, não lamentar as eventuais deficiências e carências do indivíduo.


Hidroterapia: o papel dos fisioterapeutas

A água é um meio maravilhoso para os exercícios e oferece oportunidades estimulantes para os movimentos que não estão dentro dos programas tradicionais de exercícios em solo. Desta forma, entra em cena um profissional da saúde capaz de contribuir substancialmente às deficiências da população em geral: o fisioterapeuta.

O termo hidroterapia é derivado das palavras gregas hydor (água) e therapia (cura), sendo atualmente muito utilizada com o propósito de recuperação ou reabilitação de determinada lesão.

Modalidade de Fisioterapia compreendendo exercícios, manipulações e mobilizações, utilizando técnicas cientificamente experimentadas. Estas técnicas baseiam-se em conceitos de Fisiologia do Exercício e Biomecânica e tomam partido das propriedades físicas da água, particularmente empuxo (efeito de flutuação), pressão hidrostática e turbulência, assim como a densidade substancialmente distinta daquela do ar. A eficácia do tratamento é plena quando a água é aquecida a uma temperatura agradável ao paciente, na faixa de 32 a 33°C (dependendo da temperatura exterior, propiciando um padrão de relaxamento neurológico e muscular e emocional).

A Hidroterapia é eficaz em patologias neurológicas, músculo-esqueléticas e cardiorrespiratórias, buscando a recuperação funcional e a reeducação motora.

Nas patologias neurológicas, utiliza os estímulos exteroceptivos gerados pela imersão em um meio (líquido) distinto daquele (gasoso) onde se desempenham habitualmente as atividades da vida diária. Corrige-se assim a propriocepção afetada e obtém-se a reeducação motora. Aumenta-se a confiança do paciente para explorar e desenvolver suas potencialidades, reforçada pela redução do temor de quedas ao solo, inexistentes na água.

Nas patologias do sistema cardiorrespiratório, trabalha com a resistência ao deslocamento exercida pela água, em intensidade marcantemente superior àquela exercida pelo ar, permitindo elevadas intensidades de exercícios sem aumento da freqüência cardíaca.

As técnicas hidroterápicas principais são o Método Halliwick, o Método dos Anéis de Bad Ragaz e Técnicas de Relaxamento Aquático com Finalidades Fisioterápicas. Estas últimas empregam técnicas de relaxamento passivo derivadas do Watsu e de relaxamento ativo derivadas do Ai Chi, propiciando relaxamento muscular e emocional e tornando o organismo receptivo às atividades fisioterapeuticas que empregam manipulações derivadas dos Métodos Watsu e Ai Chi, com finalidades de reabilitação física e funcional.

A popularidade e o valor crescente da hidroterapia parecem ser salientados por um aumento da pesquisa em muitos aspectos diferentes da água, como o estudo da fisiologia dos exercícios aquáticos (CAMPION, 2000).

Um dos objetivos primordiais dos fisioterapeutas é o conhecimento do potencial da água de modo que as vantagens e benefícios da hidroterapia venham à tona, a fim de que a mesma possa ser encarada como uma modalidade de tratamento e reabilitação, alcançando altos níveis de difusão na sociedade.

O reconhecimento dos tratamentos para os quais as características e propriedades da água podem ser utilizadas para criar técnicas que acentuem a atividade aquática como parte integral de todo tratamento físico e psicológico e das condições variadas de muitos irá assegurar o lugar da hidroterapia para a reabilitação total dos indivíduos.

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Superação e Aceitação das Pessoas com Deficiências


O fato de uma pessoa superar suas limitações, sejam elas simples ou complexas, as pessoas têm que "tirar o chapéu", e aplaudir.

Durante muito tempo e para muitas pessoas, pensar na pessoa com deficiência era fazer com que ela tivesse condições de chegar aos lugares e neles ficar em uma posição confortável. Talvez por isso, o primeiro passo para que a inclusão começasse a ser feita, tenha sido a mobilização da sociedade em prol da acessibilidade. Agora, porém, segundo especialistas, outros passos começam a ser dados para suprir problemas que ainda são motivos da exclusão, especialmente no mercado de trabalho.


Enfrentar a sociedade é mais difícil, porque você não está enfrentando uma pessoa só, que é você mesma. Na sociedade, para todo canto que você vá, existe uma barreira; quando não é a barreira física, é a barreira do preconceito, da atitude. E quando você acabou de conscientizar o pessoal da escola, por exemplo, chega gente nova e você tem que começar tudo de novo. Acho que a luta com a sociedade é muito mais constante, acho mais complicado.

Acredito que só o fato do assunto ser tratado em uma novela já é um avanço. Quanto mais informação dissiminada, mais serão quebradas estas barreiras do preconceito e da ignorância que separam as pessoas com deficiência. De alguma forma, pessoas que não tem acesso à informação por outros veículos internet, jornais, estão tendo a oportunidade de pensar nesta questão.

terça-feira, 6 de abril de 2010

Superação

Superação é poder fazer acontecer com as ferramentas que temos em mãos.

Superação é trabalhar da melhor forma possível independente do que pensem ou falem.

Superação é irmos além do que os outros acham que somos capazes.

O que você fez para se superar no dia de hoje, ontem, semana passada?

Ainda dá tempo para começar!

Se supere…

SEMPRE!!!

Aposte com você mesmo, que hoje poderá vir a ser muito melhor que ontem

‘O otimismo na dificuldade, reduz o mal pela metade…’



* Superação é Atitude!
* Superação é poder fazer acontecer com as ferramentas que temos em mãos.
* Superação é trabalhar da melhor forma possível independente do que pensem ou falem.
* Superação é irmos além do que os outros acham que somos capazes.
* Superação é permitir que Deus dirija os seus passos.

sábado, 3 de abril de 2010

O Casulo e a Borboleta



A liberdade se manifesta à consciência como uma certeza primária que perpassa toda a existência, especialmente nos momentos em que se deve tomar decisões importantes e nos quais o indivíduo sente que pode comprometer sua vida.


A capacidade de raciocinar e de valorizar de forma inteligente o mundo que o rodeia, é o que confere ao homem o sentido da liberdade entendida como plena expressão da vontade humana.


"Um dia, uma pequena abertura apareceu em um casulo. Um homem sentou e observou a borboleta por várias horas, atento a como ela se esforçava para fazer com que seu corpo passasse através daquele pequeno buraco. De repente, pareceu que ela parou de fazer qualquer progresso; talvez ela tivesse ido o mais longe que podia e não conseguiria avançar. Então, o homem decidiu ajudar a borboleta. Ele pegou uma tesoura e cortou o restante do casulo. A borboleta saiu facilmente. Mas seu corpo estava murcho, era pequeno e tinha as asas amassadas. O homem continuou a observar a borboleta porque ele esperava que, a qualquer momento, as asas dela se abrissem e esticassem para serem capazes de suportar o corpo, que iria se firmar a tempo. Nada aconteceu! Na verdade, a borboleta passou o resto da vida rastejando com um corpo murcho e as asas encolhidas. Ela nunca foi capaz de voar."

O que o homem, em sua gentileza e vontade de ajudar, não compreendia era que o casulo apertado e o esforço necessário para sair dele eram essenciais. A própria natureza faz com que o fluido do corpo da borboleta vá para as suas asas, de modo a capacitá-la voar, uma vez que tenha se livrado do casulo.

Algumas vezes, o esforço é justamente o que precisamos para crescer. Se nos fosse permitido passar através de nossas vidas sem quaisquer obstáculos, estaríamos incompletos, imaturos. Nós não seríamos tão fortes como poderíamos ter sido. Nunca poderíamos voar.



Desconhecido


* * *

Dizemos que uma pessoa é como o casulo de uma borboleta. O casulo é o que ela vê no espelho. É apenas uma morada temporária do ser imortal.


Quando esse casulo fica muito danificado, o ser o abandona.

É como a borboleta que se liberta do casulo.

Deixar o ser amado partir sereno, só é possível aos corações que amam de forma incondicional e verdadeira.

sexta-feira, 2 de abril de 2010

M A K T U B

Quando desejamos algo puro, do fundo de nossas almas, o universo está lá,a conspirar para que o nosso sucesso seja inevitável ... acreditando que tudo está escrito e que apesar do livre arbítrio, sempre chegamos ao encontro do que nos foi destinado... por isso agradeço todos os dias por todos os meus momentos e por todas as pessoas que de alguma forma fazem parte da minha vida... e todos que casualmente entram e saem da minha existência...