Loading...

Pesquisar este blog

sábado, 15 de fevereiro de 2014

A aceitação das diferenças!

A intolerância às diferenças atrasa a sociedade. Para haver evolução é necessário que exista uma harmonia e para que ela se concretize é primordial a aceitação e respeito pelas diferenças.

Portanto, é fundamental que haja na sociedade o respeito e a tolerância diante da diversidade. O progresso da humanidade depende da evolução intelectual de cada indivíduo, que ao aceitar os diferentes modos de ser e de pensar de cada ser humano, proporcionará paz e harmonia em todo grupo social.


 A aceitação das diferenças entre indivíduos de um grupo social é fundamental, visto que disso depende a paz e a harmonia na convivência entre seus membros. A tolerância e o respeito às diferenças evolui cada vez mais o indivíduo, e consequentemente a sociedade.

Cada indivíduo é único em sua maneira de ser e de pensar, o que por muitas vezes leva a conflitos devido à intolerância e ao desrespeito por parte de outros membros do grupo social,

1 Barreiras para a inclusão social

Atualmente a sociedade não está preparada para receber pessoas com dificuldades de locomoção e por isso elas enfrentam barreiras para utilizar os transportes públicos e para ter acesso a prédios públicos, 
inclusive escolas e hospitais.Em um mundo cheio de incertezas, o homem está sempre em busca de sua identidade e almeja se integrar à sociedade na qual está inserido. Há, no entanto, muitas barreiras para aqueles que são portadores de deficiência, em relação a este processo de inclusão. Geralmente, as pessoas com deficiência ficam à margem do convívio com grupos sociais, sendo privados de uma convivência cidadã. No Brasil, a Lei Federal n° 7853, de 24 de outubro de 1989, assegura os direitos básicos dos portadores de deficiência. Em seu 8º artigo constitui como crime punível com reclusão (prisão) de 1 a 4 anos e multa.
1.3 Legislação brasileira

1.Recusar, suspender, cancelar ou fazer cessar, sem justa causa, a inscrição de aluno em estabelecimento de ensino de qualquer curso ou grau, público ou privado, porque é portador de deficiência.
2.Impedir o acesso a qualquer cargo público porque é portador de deficiência.
3.Negar trabalho ou emprego, porque é portador de deficiência.
4.Recusar, retardar ou dificultar a internação hospitalar ou deixar de prestar assistência médico-hospitalar ou ambulatória, quando possível, a pessoa portadora de deficiência
1.4 Direitos de pessoas portadoras de deficiência
“As pessoas com deficiência têm o direito inerente de respeito por sua dignidade humana. As pessoas deficiência, qualquer que seja a origem, natureza e gravidade de suas deficiências, têm os mesmos direitos fundamentais que seus concidadãos da mesma idade, o que implica, antes de tudo, o direito de desfrutar de uma vida decente, tão normal e plena quanto possível.” - (Resolução ONU N° 2.542/1975, item três).